Como tomar decisões corretas na nossa vida sem afetar a nossa aura

Este foi mais um artigo escrito em parceria com a Sapo Astral Lifestyle!

 

“Se você abandonar o seu julgamento sobre si mesmo, sobre as pessoas ao seu redor e sobre as situações, você estará livre do stress e as decisões simplesmente acontecerão em você conscientemente e sem esforço. Você começará a aproveitar a vida como ela é.

A dificuldade de entrarmos neste estado é realmente a quantidade de desafios que trazemos para esta vida tal como Karma a ser cumprido e equilibrado. Devido a estes engramas intoxicarem a nossa aura, faz como que não nos sintonizemos com o nosso real propósito e missão de vida. Poderá tomar consciência disto tudo e começar a mudar dia a dia, mas haverá almas que será muito difícil pois trazem desafios duplicados ou triplicados de outras vidas.

Numa leitura de aura são identificados alguns destes processos a decorrer e desafios, mas será também importante a limpeza desta mesma aura com terapias energéticas como Conexão AVA, Terapia Multidimensional ou Reiki passando por cursos em que será limpo ainda mais chegando ate retiros de Ayahuasca e Iboga que fazem uma limpeza muito profunda. Quanto mais limpa o passado mais fácil é de ver o seu futuro e o que veio cá fazer.”

Veja mais em

https://lifestyle.sapo.pt/astral/espiritualidade/artigos/como-tomar-a-decisoes-corretas-na-nossa-vida-sem-afetar-a-nossa-aura

Leitura de aura e prosperidade financeira!

A leitura de aura é uma das terapias que permitem ver a aura da pessoa. Ver a aura significa ver os padrões negativos, bloqueios e potencialidades em vários aspetos. Existe a leitura de aura de prosperidade que permite ver o porquê de certa área da nossa vida não estar a abundar.

A leitura de aura de prosperidade pode ser usada para a parte financeira.

Ao trazermos ao de cima todos os bloqueios na parte financeira com a leitura de aura de prosperidade, é possível começar a desenrolar o nó que bloqueia esta mesma prosperidade.

Nesta leitura de aura de prosperidade é possível ver a sua atitude perante o dinheiro e também qual a percentagem que que tem de abertura a essa mesma abundância. É verificado a nível espiritual, emocional, mental e físico.

 

O dinheiro antes de ser papel e matéria, é energia. E toda e qualquer energia no Universo não gosta de ser sufocada. Precisa de ser partilhada.

Veja as pessoas com mais riqueza, todos eles já perceberem esse segredo. É preciso partilhar para que possa abundar. Então colocam grande parte do seu dinheiro em caridade.

Muitas das vezes a partilha tem de começar por nós. Pode não ter dinheiro para partilhar, mas tem um corpo que pode ajudar outras pessoas com caridade. Às vezes são coisas tão simples como doar roupas que já não usa, por exemplo.

Só quando contribui para si e para os outros, a prosperidade começa a abundar a vários aspetos. O que acontece quando começa a faltar o dinheiro é ficarmos depressivos e deixamos de partilhar, entramos em depressão e deprimimos os outros. Totalmente o oposto e errado.

Na leitura de aura de prosperidade vêm varias mensagens e muitas delas coloquei no meu dia a dia e vi muita coisa mudar.

Mas a principal aprendi com H.H. Swami Paramahamsa Nithyananda, o dinheiro não é matéria, é energia. Quando a visualiza mentalmente e têm um propósito, ele materializa.

Então a minha consciência começou a mudar o rumo. Primeiro um objetivo de algo que me faça crescer e faça crescer os outros e depois o dinheiro aparece. Comecei a marcar as coisas antes mesmo de ter dinheiro. Viagens, cursos, desejo de ter algo começou a ser primeiro avaliado e depois tudo o resto se alinha.

Até que fica definitivamente na sua vida esta energia de abundância. Esta energia habitua-se a si e já sabe que ali pode fluir á vontade que não vai ser sufocada. Tal como nós só damos confiança quando sabemos que dali não vamos ser traídos.

Já reparou que quando quer muito uma coisa, nada impede?

O dinheiro tem de nos servir e não o contrário. Maioria das pessoas servem o dinheiro, ele é que decide o que elas podem fazer. Na verdade, deve começar ao contrário, nós devemos decidir o que queremos fazer com o dinheiro.

Claro que existem contas e encargos, mas serão mesmo todos necessários? Alguns obrigatórios como impostos, mas outros são puros luxos que nada acrescentam ao nosso ser e só alimentam o nosso ego, que poderiam ser realinhados com o nosso crescimento.

Ao estarmos demasiados anos nesta energia de não usar o dinheiro para o que queremos, ele fica limitado aquilo e começamos a ficar frustrados e sem saúde para o gastar. Para inverter isso terá de começar a fazer pequenos esforços a seu favor como uma massagem, algo que o faça feliz, uma experiência nova…. Qualquer coisa que mime o seu corpo e mente.

 

As almas que vivem no limiar da pobreza em que quase não chegam ao fim do mês com dinheiro, simplesmente esqueceram-se que existem. Deixaram de fazer algo que lhes dê prazer. E sujeitam-se a cargas horárias enormes de trabalho. Perceba, quando nos esquecemos de nós, deixa de haver a noção e necessidade do dinheiro. Só é mesmo necessário para pagar contas porque tudo o resto já não se lembra. Para que quer o dinheiro se não o vai usar para si e já se esqueceu até de quem é?

 

A leitura de aura de prosperidade vem lembrar quem você, e ao se lembrar, o Universo começa novamente a reconhecê-lo também e então começa a fazer a ressonância da abundância.

A leitura de aura de prosperidade pode trazer estes e outros padrões ao de cima para serem tratados. Nesta leitura muita coisa é desbloqueada e logo a primeira é quando marca a leitura e coloca a sua evolução em primeiro lugar e não o dinheiro.

 

Muitas coisas vêm de vidas passadas e que vão intensificando nesta vida e só tendo conhecimento delas, as pode mudar. A leitura de aura de prosperidade é apenas uma técnica possível de desbloquear, mas existe também a Conexão Ava.

É preciso é dar o primeiro passo!

Seja feliz!

 

 

Conexão Ava e Regressão!

Durante a terapia Conexão Ava por vezes é possível passar por regressão. Quando são casos mais complicados de o paciente entender o porquê, e se ele se disponibilizar para saber, os Arcturianos dão a possibilidade de ver essa vida e fazer essa regressão onde tudo aconteceu.

Este caso chegou até mim e marcou-me por ser delicado, mas também porque mostra o amor imenso que as almas têm de evoluir sujeitando-se assim a provas que vistas aos olhos humanos são quase impossíveis de ser reais. Este caso mostra que nem tudo o que é assim tão “óbvio” aos nossos olhos, é realmente real.

Foi descrito por Alexandre depois de ter passado pela terapia Conexão AVA. Jovem, mas com algo no coração que não o deixava avançar no seu imenso caminho. Alexandre procurou-me porque sentia que tem tanto para viver e não consegue e tudo se prende a uma situação da qual os seus sentimentos não conseguem fugir. Vê-se numa prisão com a porta totalmente aberta, mas com dificuldade em sair.

Alexandre  tem uma irmã muito jovem e ambos passaram pelo divórcio do companheiro da mãe. Só Lara é filha deste companheiro . Este mesmo divórcio foi muito doloroso para a mãe, visto o compaheiro ser uma pessoa completamente descompensado a nível emocional, o que fazia que fosse algo bipolar e muito manipulador. A mãe suportou até quando aguentou, fez o seu melhor, mas há relações kármicas que é preciso que o outro ajude também e neste caso não havia sequer disponibilidade do outro lado. Iniciou-se o divórcio e quando finalmente a filha mais jovem se vê “livre” do pai em casa, começam a surgir as verdades. A Lara escondeu com todas as forças o que se passava com o pai, para não falar que muita manipulação era feita pelo pai e sendo muito jovem, nem sabia o que se passava até começar a doer. A Lara foi abusada algumas vezes e nunca contou há mãe. Esta por sua vez sempre achou que algo estava mal, mas a manipulação era tão bem feita que era muito difícil que se notasse. Mas esta insatisfação da mãe levou ao divórcio também, porque algo fazia a sua filha muito infeliz. O caso tornou-se ainda mais difícil para ambos porque mesmo com todas as provas, depoimentos e a própria vida que o pai leva, o tribunal continuava a permitir que a menina fizesse as visitas semanais ao pai. Para uma mãe isto é a morte, ter que levar a sua filha a um homem que fez aquilo e ter de reviver tudo. Mais a filha que chora constantemente por ir e está sempre em ansiedade. Um caso totalmente parado pelo tribunal. Conseguiu apenas que a Lara estivesse sempre acompanhada na altura da visita, mas o pai mesmo assim fazia manipulação com a menina e com os que a acompanhavam. Consegue imaginar a dor de fazer um filho passar por isso? A mãe deu várias voltas e nada podia fazer, nem com dinheiro em bons advogados, o caso andava. Obrigada pelo tribunal ou caso contrário a Lara teria de ir viver com o pai. Totalmente insólito. O Universo estava mesmo a trabalhar em prol de esta alma resgatar Karma. Este caso nunca iria ser descoberto pela mãe e é aqui que entra o trabalho espiritual do Karma. Esta alma estava a resgatar Karma e assim precisava de ser e Alexandre teve essa visão na Conexão AVA através de regressão. Alexandre depois de relaxar na Conexão AVA, começou a ver-se numa casa grande com uma escadaria enorme do lado direito em que no cimo se encontrava a mãe (actual mãe) e a tia (actual irmã Lara) a olhar sem reação e com um sentimento de incapacidade sobre algo e no fundo das escadas estava Alexandre e o pai (atual padrasto manipulador). Estavam a discutir algo em que o pai já alcoolizado num ato de fúria ( sem qualquer interesse em matar mas sim magoar) lhe dá uma pancada na cabeça. Alexandre era muito pequeno naquela vida e automaticamente cai no chão e bate com a cabeça, abrindo logo um golpe enorme com morte súbita. A mãe em pranto corre para o filho e o pai fica sem reacção porque não esperava aquilo e fica aflito também. A mãe grita com o pai. O corpo é levado para enterrar em algum sitio e a mãe não o quer deixar ir. Quando volta do funeral grita com a irmã e diz “que poderia ser diferente, que ela poderia ter evitado aquilo tudo”. A tia tinha uma relação adultera com o pai e assim continuou depois da morte do Alexandre. A mãe entrou em depressão profunda e nunca mais recuperou, acabando por suprimir naquele sentimento, morrendo muito cedo. O pai também não se perdoou e a tal mulher ficou com algo para resolver dessa vida. Algo que ela poderia ter evitado e não o fez, levando assim á morte de um menor, da mãe com depressão e do pai com culpa. Há aqui um karma familiar para resolver e a vida de hoje tinha de ser exactamente como ela foi.

A Lara decidiu vir resgatar esse karma com este homem visto que o poderia ter evitado noutra vida. Decidiu passar por uma dor pior que a morte e que a poderia marcar para a vida toda. Decidiu passar por violação em pequena, mas que ninguém se pudesse aperceber fazendo com que a incapacidade de actuar de outra vida, fosse a desta. Alexandre e a mãe passaram pela mesma dor da outra vida, mas principalmente Alexandre sentia-se preso naquela vida por ter morrido e não ter vivido o longo caminho que ainda tinha pela frente. Isto estava a impossibilitar de ele avançar nesta vida. Tudo andava, mas ele estava parado no tempo.

Este é um caso doloroso pela história em si, mas muito bonito pelo amor que as almas colocam quando escolhem as suas vidas antes de encarnar. Esta Alma Lara decidiu passar por uma dor imensa para poder resgatar o karma da mãe que morreu com depressão profunda e não fez nada da vida, do pai que matou o filho sem querer e do irmão que ficou com a energia parada naquela vida. Todos os envolvidos têm a oportunidade de saírem deste karma se levarem o caso com amor e principalmente entenderem a Lara com as visitas ao pai mesmo depois de tanta prova. Apesar disso temos sempre o livre arbitro se queremos ou não resolver os nossos karmas e neste caso o pai nem sequer tem consciência. Nem do que fez nem do que continua a fazer a nível de manipulação. Isto faz com que ele não resgate o Karma. Aqui fica a importância da abertura de consciência em querer desbloquear a nossa vida. Viemos cá para ser felizes e qualquer bloqueio não é mais do que a nossa alma a pedir que tratemos dos nossos karmas, das nossas aprendizagens. Este caso iria ficar resolvido, mas marcado pela dor e pelo tempo que demoraria a ultrapassar. Se houver compreensão e entendimento, o Karma acaba mais cedo. Por isso a importância da abertura de consciência. Este caso também mostra que por mais que a lei humana funcione, há casos que só a lei divina pode actuar. Aqui só o Amor pôde desenrolar este caso. A compreensão que a Lara precisa para resgatar este Karma, e que toda a dor que ela passou foi a mesma dor que ficou presa naquela vida que fez com que 3 pessoas ficassem presas em algum ponto no tempo. Ela parou a evolução daquelas 3 almas ao não tomar uma atitude e teria de ser algo muito forte para ela desbloquear nesta vida. Ela sacrificou-se para que estas almas hoje pudessem ter uma vida de abundância e prosperidade. Deus é misericordioso e quando escolhemos a vida que vamos encarnar e as personagens que vêm connosco, podemos também decidir que karmas queremos resolver e há almas que adiam os karmas porque sabem que vão sofrer (leia o livro “A viagem das Almas – Michael Newton). Por isso esta alma é uma corajosa por enfrentar algo tão doloroso. Mas ainda assim todos estiveram de estar de acordo para voltar a encarnar nas mesmas posições e passar pelo mesmo. Só aqui mostra o Amor enorme que as almas têm lá em cima, para decidirem vir passar pelo mesmo já sabendo que vai ser sofrido e pior…… que podem falhar novamente e nada ficar resolvido.

Mas devido há evolução e consciência destas almas, a mãe e Alexandre procuraram respostas do porquê daquela situação e limparam grande parte do seu karma. Escusado será dizer que todos tinham a vida bloqueada a todos os níveis. Nada avançava, mas avançou.

Acredite que é possível! O amor vence tudo!

By Célia de Jesus

Depressão ou Obsessão?

A depressão é definitivamente dos casos mais complicados de resolver. Demora alguns meses com terapias alternativas. A pessoa já não tem muita vontade de melhorar e muitas das vezes quer que façam o trabalho por ela devido ao cansaço que tem da própria vida.

Totalmente legitimo, mas de onde vem tanto cansaço?

As almas com depressão e esgotamentos, a maioria tem baixa auto-estima, uma sensibilidade muito grande e excesso de controlo em uma quantidade de coisas. Anulam as suas sensações para sentirem as dos outros. Errado.

Claro que mais tarde ou mais cedo vai dar curto-circuito e a mente deixa de funcionar. Começa a haver um sentimento de vazio muito grande e que nada faz sentido. Isto porque vivem as emoções dos outros em vez das suas próprias vontades. A depressão chega quando se anularam tanto enquanto almas únicas, que começam a sentir-se injustiçadas por não serem valorizados. Descartando assim a responsabilidade de que foram elas próprias que se anularam.

Do ponto de vista espiritual, as defesas dessa alma baixam de tal maneira pela sua infelicidade, que é presa fácil de obsessores. Qualquer obsessor só entra na nossa aura pelos pensamentos e acções negativas. Começamos então a ter pensamentos mais macabros, pensamentos de suicídio e atitudes de querer ficar mais isolado, porque é isso mesmo que eles querem, nos isolar e deprimir ainda mais para que se alimentem.

Muitos desses espíritos são suicidas ou morreram com uma profunda depressão. Só querem ver o mal e se alimentar dessa energia.

Estão constantemente a sugar-nos a energia e a fazer-nos pensar no que não devemos, que andamos sempre cansados. Muitas das vezes nem temos assim tanto trabalho físico mas a nossa mente não pára.

Existe também os casos de auto-obsessão. Essas almas conseguem até superar os próprios obsessores. Já se levantam a crucificar o dia, a julgar o próximo, a culpar o mundo pelas suas atitudes, etc. A vida delas pode estar muito boa, mas insistem em dizer que não. É uma das mais perigosas e silenciosas armas de depressão.

Fica aqui um vídeo humorístico que mostra bem como funciona https://www.youtube.com/watch?v=k3dWXuvt__E&t=13s

Tornam-se obsessores encarnados de outros querendo tomar o controlo das vidas de outras almas e arranjando defeitos em tudo quanto aparece na frente.  Este é outro tipo de obsessão que leva á depressão e que faz que tenhamos obsessores de anos na nossa aura.

Durante 30 anos esta foi a minha vida. Com pensamentos contraditórios e sempre para o mal. Sem limpeza energética e proteção espiritual era muito fácil me dominarem.

Por isso é tão difícil tratar. É necessário mudar hábitos e padrões de uma vida inteira bem como habituar esses obsessores que essa alma quer mudar de vida e então tem de procurar outro corpo para “chatear”.

É possível tratar com vontade própria, mas visto que no inicio é muito difícil devido a pessoa se encontrar debilitada a nível emocional, é necessário ter um acompanhamento espiritual ou médico. Como a depressão está muito associada á mediunidade, a maioria das curas deve sim passar pelo médico numa fase inicial e depois continuar com a espiritual para retirar os fármacos e equilibrar a energia e saúde.

Como disse no inicio são almas que querem milagres por estarem tão fartas de sofrer e por já não acreditarem em nada nem nelas próprias. Isto faz com que queiram uma cura rápida. Querem curar anos de depressão em uma sessão de Terapia. Com Conexão AVA são pelo menos 5 sessões para começar a ver resultados visíveis e começar a entrar noutra vibração ou então fazer o curso de terapia multidimensional porque equivale a umas 10 sessões de terapia. Existe ainda as curas mais radicais e rápidas em que terá de fazer retiros com plantas mestres professoras como a Iboga e Ayahauasca. Há ainda a opção mais fácil: continuar a tomar medicação durante anos e desistir de viver. Mas aí não existe cura. Existe uma ilusão de que já ninguém consegue cura-la.

Claro que existem Karmas bastante pesados desde financeiros até amorosos em que a vida simplesmente desmorona. Mas pense, será que ficar nessa energia de depressão ajuda? Obteve alguns bons resultados com isso? Ou estará a perder oportunidades de ver alem do problema, ao estar a focar-se na depressão?

Se você QUISER, há cura. Mas o primeiro a procurar tem de ser você, em vez de se lamentar uma vida inteira que é uma “vitima” que adquiriu uma doença.

Para alem de ser auto-obsessora durante anos também trabalhei imensos anos com almas depressivas e sei perfeitamente que muitos não querem ajuda. Querem apenas lamentar-se fazendo pouco para mudar. É mais fácil chegar a uma farmácia, comprar medicamentos e colocar as culpas no médico porque não acertou mais uma vez na medicação. São totalmente dominadas pela mente e pela quantidade de obsessores que têm a acompanhar.

Assuma a sua vida.

Assuma as suas “culpas” por estar nessa situação

Você é um ser de luz e só tem de sair da escuridão. Então força e enfrente as suas trevas.

Seja Insight numa vibração alta e não numa vibração de tristeza.

By Célia de Jesus

Leitura de Aura e a Conexão com o Divino

A conexão ocorre quando estamos em integridade com os nossos pensamentos e atitudes. Quando o que pensamos e pomos em prática entra em sintonia, a conexão ocorre. Esta conexão deve ser a mais verdadeira no nosso coração e trazer felicidade. Estar em total conexão com o divino significa entrar num estado de fluidez em que não é preciso muito esforço para viver e o Universo conspira a nosso favor.

E como atingir esta conexão? A sociedade em que viemos limita imenso esta conexão. Estamos limitados aos dogmas e regras impostas, acabando por quase sempre sermos empurrados para outro caminho diferente do nosso. O problema é que estarmos noutro caminho, a nossa vida começa a bloquear em vários aspectos, em que atribuímos as culpas á sociedade quando na verdade não conseguimos assumir-nos tal e qual como somos. Toda e qualquer mudança em nós e no que nos rodeia deve ser feita gradualmente, mas quando sentimos o chamamento para mudar uma área da nossa vida, devemos sentar-nos e pensar bem qual é o caminho e começar a percorre-lo, e por vezes tem de ser em paralelo com o caminho que já temos.

Ler mais em :

https://www.portugalholistico.com/single-post/Leitura-de-aura-e-a-Conexao-com-o-Divino

Qual será a sua morada depois de morrer?

A morte é a coisa mais certa e todos já passamos por ela uma quantidade de vezes, mas é a maneira que passamos e a consciência que levamos que dita a mudança de vida para vida.

O Umbral ou o purgatório existe e  está cheio de almas que lá caíram e como têm uma consciência baixa de cepticismo, egoísmo, vaidade e uma quantidade de atitudes que não nos elevam, acabaram por ficar lá. Por não conhecerem mais nada, nem a si mesmos.

Não importa a quantidade de vidas que se evolui se na morte leva apenas a ignorância, dai a importância de se conhecer e tentar evoluir e fazer evoluir outros. Com as suas atitudes positivas é possível crescer, mas para isso tem de haver empenho da sua parte e estar de acordo com os seus dons e missões de vida, só assim estaremos felizes e podemos fazer os outros felizes.

Nunca esqueçamos que todas as almas que estão no Umbral foram em tempos humanas e toda a dor gerada naquele plano foi em tempos humana. Temos de ter a máxima de compaixão e amor por estas almas que não têm ninguém que ore por elas porque em tempos violaram, suicidaram-se, roubaram, sequestraram ou simplesmente não viveram a vida com alegria e cheias de pensamentos e padrões negativos. Em outras vidas elas cresceram muito mas bastou uma vida para elas caírem no Umbral. Hoje olhamos para nós e vemos como é fácil cair lá. No Umbral só está quem se sintoniza com ele, caso contrario seremos elevados á luz. Ninguém é mais ou menos merecedor de lá estar, todos cometeram certos erros em certas fases da vida e errar é humano. É em vida que podemos fazer a diferença ao nos conhecermos e mudarmos padrões negativos para estarmos mais de acordo com a nossa missão de vida. É aqui que entra o a quantidade de terapias e médiuns que nos ajudam a conhecer-nos e a sermos melhores almas. Leitura de Aura, Tarot, Conexão AVA e Terapia Multidimensional são apenas algumas das que estão ao dispor, mas é o principal desejo de mudar que faz com que a nossa vibração comece a mudar e nunca esqueçamos que não estamos sozinhos. Os nosso guias nos auxiliam dia e noite, nos amparam junto com as nossas equipas de luz. Ninguém anda aqui sozinho e sem rumo, mas simplesmente perdemos a capacidade de acreditar, orar e ter fé. Deixamos de acreditar em nós e achamos que somos únicos na galáxia inteira. Não temos nem a humildade de pedir ajuda, mas ainda assim os guias nunca nos largam, nem no Umbral. Fale com eles e verá as mudanças a acontecer.

Deixo aqui uma psicografia de uma alma com a religião de espirita para que entendamos que é fácil cair no Umbral e que o julgamento é mais um padrão negativo a ser eliminado. Agradeço a todos os socorristas neste plano e no plano espiritual que diariamente tentam tirar estas almas das trevas através de lembra-lhes que Deus Perdoa quando temos a capacidade de nos perdoar.

Muda os teus pensamentos e muda o teu mundo!

Psicografado Por Hugo Lapa, Espirita

55 anos, espírita, sofreu um acidente e morreu de repente. Ele viu-se a sair do corpo e  a chegar a um lugar escuro, feio, tétrico, com energias muito negativas.

Assim que começou a caminhar por aquele vale sombrio, viu três espíritos vestidos com capa preta a caminhar na sua direcção. Assim que chegaram, o homem perguntou:

– Que lugar é este?

– Aqui é o que vocês espíritas chamam de Umbral – disse um dos espíritos. O homem ficou chocado com aquela informação. Mal podia acreditar que estava no Umbral. Considerou que talvez estivesse ali para participar de alguma actividade socorrista aos espíritos sofredores. O espírito negativo, que lia seus pensamentos, respondeu que não. Ele estava ali porque o Umbral era a zona cósmica que mais guardava sintonia com suas energias.

– Mas isso é impossível!!! – disse o espírita em desespero.

– Não posso estar no Umbral. Deve haver algum erro… Em primeiro lugar eu sou espírita, faço parte dessa religião maravilhosa que é considerada o consolador prometido por Jesus. Realizo também projectos sociais de doação de sopa aos pobres. Ministro o passe magnético duas vezes por semana a uma multidão de pessoas lá no centro. Também ajudo financeiramente instituições de caridade muito necessitadas, além de dar palestras no centro para os iniciantes no Espiritismo. Definitivamente há algo errado…

– Não há nenhum erro – disse o espírito das sombras.

– Em seu actual estágio de evolução, você tem que ficar aqui mesmo. É verdade que você é espírita e faz parte desta doutrina consoladora, mas intimamente você julgava pessoas de outras religiões inferiores por não serem espíritas. Sim, você realizava projectos sociais dando sopa aos pobres, mas em seus pensamentos sentia-se o melhor por praticar a caridade e julgava que os pobres não eram tão evoluídos por estarem amargando a pobreza, quando na verdade muitos deles eram mais puros que você. Sim, você ministrava o passe, mas considerava que seu passe era mais “poderoso” e mais curador do que o passe de outros passistas. Sim, você ajudava financeiramente instituições de caridade, mas dentro de ti sempre dava o dinheiro esperando receber algo em troca e sentindo-se alguém muito “caridoso”. E finalmente… sim, você dava palestras aos iniciantes na doutrina, mas acreditava ter mais conhecimento que eles e se colocava numa posição de destaque e vaidade intelectual. Tudo isso suscitando uma das maiores chagas da humanidade, o “orgulho” e a “vaidade”.

O homem ficou impressionado com as revelações daquele espírito. De fato, revendo suas atitudes e sua perspectiva, intimamente havia quase sempre um sentimento de superioridade, de orgulho em relação aos outros, diante de tudo o que foi feito.

O espírita então olhou para dentro de si e começou a se arrepender de tudo aquilo, reconhecendo seu erro e sentindo-se mais humilde. Nesse momento, ele sentiu uma luz brilhando dentro dele e começou a se elevar. Ao perceber que estava se elevando e a deixar o Umbral, avistou outros espíritos ainda presos à condição umbralina e novamente lhe veio um orgulho e uma sensação de superioridade em relação aos mesmos. Após sentir isso, caiu novamente no Umbral, e a queda dessa vez foi ainda mais dolorosa. Um dos espíritos trevosos disse:

– Você caiu novamente porque, no momento em que se elevava, começou a sentir uma certa superioridade em relação aos espíritos que aqui estavam, suscitando mais uma vez uma condição de orgulho. Além disso, “A quem muito foi dado, muito será exigido; e a quem muito foi confiado, muito mais será pedido”. (Lucas 12:48).

O homem ficou muito triste com tudo aquilo. Entrou dentro de si mesmo e com toda a sinceridade pensou: sim, é isso mesmo. Eu fui uma pessoa arrogante por ser espírita e por tudo o que eu fazia. Esse orgulho neutralizou todo o mérito de minhas acções. Mas tudo bem, eu mereço estar aqui no Umbral. Vou ficar por aqui mesmo, quem sabe eu aprendo alguma coisa. Não me importo mais comigo e entrego minha vida a Deus… Como disse Jesus, “Que seja feita a vontade de Deus e não a minha”.

O homem caiu no chão e apenas se entregou a Deus com fé. Nesse momento, não tinha mais nenhum sentimento de orgulho e vaidade. Fechou os olhos e deixou tudo fluir…

Nesse momento, seu corpo começou a se tornar um corpo de luz e, sem nem perceber, começou a se elevar novamente. Assim que chegou a uma zona mais elevada, abriu os olhos e, para sua surpresa, havia se libertado do Umbral. Dessa vez, nem percebeu que estava se elevando e se libertando.

Um dos espíritos trevosos estava esperando por ele nesse plano mais elevado. Tirou a capa preta e uma luz maravilhosa começou a brilhar. O espírita percebeu que esse espírito não era negativo, mas um espírito de luz que o estava ajudando desde o início. O espírito disse:

– Tua renúncia de ti mesmo no último momento  salvou-te do Umbral. Que tudo isso sirva de lição para você, meu filho. Toda essa experiência que você passou serve para os membros de qualquer religião. E não se esqueça jamais do que disse Jesus:

“Não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita”. (Mateus 6:3)

 

By Célia de Jesus

Quando o problema dos relacionamentos somos nós e a nossa aura!

Auto estima e Amor próprio está em falta na maioria das almas. Pensamos em nós como algo descartável que não existe. Já pensou que é uma Alma que tem vida e sentimentos? Quantas vezes já olhou assim para si?

Esforçamo-nos tanto para agradar os outros deixando assim uma lacuna na nossa aura em que a falta de respeito entra. Vendo bem é o que nós permitimos que façam connosco.

Amar a nós próprios é obrigatório. Estarmos constantemente em luta interior porque não gostamos do corpo ou de certas atitudes nossas, não adianta nada. Temos de aceitar para que a vida seja mais fluída e se necessitarmos, começar a fazer as mudanças. Mudanças essas que podem demorar meses, nada de desesperos!

Isto acontece principalmente nos relacionamentos amorosos. Almas que vivem aprisionadas em relacionamentos em que se sentem submissas ou que já acabaram. Não nos damos o devido valor em muitos relacionamentos com a sociedade. Não mostramos quem somos na realidade, aquilo que gostamos, a nossa opinião. Temos de nos lembrar que somos Unicos. Não há uma única alma igual a outra e portanto se estamos aqui no planeta terra, é para fazer a diferença. Ao estarmos constantemente a anular-nos, perdemos as oportunidades únicas para nós.

DEVEMOS agradecer pelo que somos, pela pessoa que conseguimos tornar-nos e também pela que queremos ser. Por todas as dificuldades que conseguimos enfrentar e até devemos agradecer os nossos “defeitos”, porque até eles nos fazem crescer.

DEVEMOS fazer algo que nos faça perceber que estamos a evoluir e crescer. Quando nos sentimos a cair na monotonia, devemos acrescentar algo que traga impacto á nossa vida. Não deixar que o sentimento de baixa auto estima comece novamente a fazer cama na nossa aura. Todos somos capazes, só precisamos de aprender, por isso tire do seu vocabulário as palavras “Não consigo”. È uma questão de dedicação, nada mais.

DEVEMOS tornar visíveis os nosso dons, aqueles que nos fazem sentir bem e aprimora-los. Todos nós temos, até mais que um, mas esquecemos que um dom é algo tão simples como ter a capacidade de rir de nós próprios, dos nossos “defeitos”, encarar a vida como as crianças encaram, sem pudor no olhar. Quando pomos em prática os nossos dons o Universo reconhece a nossa essência e começa a abrir-nos os caminhos.

DEVEMOS dar atenção ás nossas necessidades corporais e mentais. Passamos a vida a dar conselhos aos outros de descanso e férias e que deviam alterar a alimentação ou certos hábitos. Então e nós? Também não precisamos? Não é um luxo, é um dever. Tirarmos um dia ou umas horas para nós, conseguirmos estar na cama até mais tarde sem culpas. Costuma-se dizer que o trabalho não foge, e na realidade é assim mesmo. Ele vai estar sempre ali, a diferença é que se você insiste em estar sempre a fazê-lo, ele cresce mais. Nunca reparou nisso. Se o deixar descansar também, ele diminui. È uma questão da energia que produz e o que atrai.

Isto nota-se perfeitamente nos pensamentos que temos em relação ao amor que merecemos. Que culpas carrega de antigos amores? Acha que merece um amor mau, mais ou menos ou extraordinário? A sua resposta dita aquilo que você atrai na sua vida. Se você própria não sabe o que quer ou se o que quer é mau, não admira que obtenha isso mesmo. Não é uma questão de culpa, é uma questão de vibração. Altere-a e verá as mudanças a acontecer.

Há um livro muito bom que me ajudou a ultrapassar estas regras impostas pela sociedade de que devemos fazer tudo para agradar os outros.  “Pode curar a sua vida” de Louise L. Hay, leia e verá quantas coisas temos de alterar para que a nossa vida volte a entrar na nossa missão. Na leitura de aura as pessoas querem muito saber as suas missões de vida e quando sai coisas como alterar pensamentos ou hábitos ficam insatisfeitas.

Mas primeiro temos de tratar isso mesmo para podermos entrar no nosso caminho. Ninguém faz uma obra a começar pelo fim e com a quantidade de anos que temos de coisas impostas pela sociedade que não nos acrescentam, temos muito que limpar. É uma bênção pelo menos termos uma técnica como a leitura de Aura ou Conexão Ava que trazem essas pequenas coisas ao de cima para serem tratadas.

Por vezes recebo pessoas demasiado apegadas aos relacionamentos amorosos que existem ou que existiram. Não dão sequer espaço a elas próprias de decidir o que querem. Vivem com o sentimento que é a outra pessoa que decide a vida delas, quando na verdade são elas. Mas como não se dão ao devido respeito e têm ódio delas próprias, permitem que a outra pessoa faça o que quer delas. No caso de relacionamentos acabados ou que nem relacionamentos são, permitem que não entre mais ninguém que realmente dará valor á fantástica pessoa que é. Inventam desculpas de relacionamentos karmicos e que têm ainda coisas para resolver e não dão passo nenhum na sua evolução, quando a outra alma já está a viver a vida dela. Os relacionamentos Kármicos existem sim, mas para serem resolvidos e para isso é preciso que os 2 ou mais queiram, caso contrário não podemos parar a nossa evolução só porque aquela alma decidiu ir por outro caminho.

PRIMEIRO nós não dependemos do outro para ser feliz e SEGUNDO aprenda a ser feliz sozinho. Só assim evolui. Quando estamos cheios de tanto amor por nós que conseguimos dar aos outros. Como pode querer dar amor se não tem para si mesmo? Contraditório.

Assim é a auto estima e amor próprio da maioria das Almas, que muitas delas nada fazem para mudar. Claro que mudar hábitos e vicios é difícil e custa imenso, mas para isso existem as terapias alternativas quando a dor é insuportável. Conexão AVA, leitura de aura de relacionamentos, leitura de aura de prosperidade, leitura de aura temática, Tarot, Terapia Multidimensional,curso Terapia Multidimensional são tudo terapias que nos dão aquele empurrão para avançarmos, bem como Yoga e meditação. Passando pelos retiros de Iboga.

Viemos cá evoluir por isso não tem de desculpa para não o fazer. O Universo disponibiliza uma quantidade de canais e curadores nesse sentido. Dê-se ao luxo de mudar. Tem esse DEVER.

 

By Célia de Jesus

Ser Terapeuta e Protecção Espiritual!

Muitos acham que ser terapeuta holístico é uma moda e então vão tirando cursos e aplicando sem perceberem que é uma profissão como outra qualquer com a agravante que temos de tratar do visível e invisível.

Ser terapeuta é mexer literalmente no caixote do lixo dos outros. Estamos constantemente expostos a padrões negativos, vidas completamente desfeitas, depressões de anos e no pior dos casos, magias e obsessores. Tudo isto exige que tenhamos algum cuidado no nosso trabalho, tal como outro qualquer. Precisamos de estar em constante formação divina, em que temos de nos trabalhar a nós para podermos ajudar outros. Mas quando iniciamos este caminho espiritual a nossa vida começa a piorar, porquê?

Quando iniciamos a vida de terapeutas, cada terapia que fazemos estamos também a mexer em nós obrigatoriamente. Estamos a ancorar os guias e seres que iram trabalhar connosco. Estamos a criar o nosso espaço de trabalho no espiritual e a nossa equipa que nos vai acompanhar para realizarmos esse trabalho. É claro que essa equipa só vai trabalhar connosco se eles perceberem que estamos a fazer um esforço para nos purificarmos através de varias técnicas e para nos mantermos neste caminho.

Então toda uma vida tivemos padrões negativos, e energias negativas á nossa volta e é claro que isso atrai obsessores, porque isso é o alimento deles. Andamos a alimentar obsessores uma vida inteira até começarmos a nossa caminhada espiritual. Nessa altura é normal que eles não gostem porque mais luz começa a entrar nas nossas vidas e eles detestam. E o que faria qualquer ser numa situação destas? Lutar pelo seu cantinho ao sol. Eles começam a manifestar-se e a boicotar o caminho para poderem continuar a alimentarem-se dos nossos padrões negativos. Totalmente legitimo e permitido pelo Divino porque isso ajuda-nos a crescer e também porque não nos podemos esquecer que não somos só esta vida. Somos uma união de varias reencarnações em que muitas delas violamos, roubamos, fizemos magias negras, traímos e por aí a fora. Então tudo isto se manifesta quando entramos no caminho da luz. Tudo para defenderem o seu terreno.

Por isso ser tão importante estarmos atentos á nossa energia e como cuidamos dela. É isso que nos vai manter neste caminho de ser Terapeuta Holístico, em que tratamos do corpo e do espírito como UM só.

Muitos me procuram com magias totalmente indignados como podem sequer atrair aquilo, esquecendo-se que noutras vidas fizeram o mesmo e estão a equilibrar Karma. O próprio Terapeuta atrai este tipo de casos para poder equilibrar Karma. A maioria dos terapeutas hoje no ativo trabalharam com magias em outras vidas e só aprendendo a proteger-se conseguirão trabalhar na luz. Estas energias das trevas são poderosíssimas e acabam com o nosso trabalho num instante, se quiserem. Claro que temos a protecção diária dos nossos guias para que o impacto seja menor, mas nunca nos irão tirar isso do caminho. Então cabe a nós fazermos o nosso trabalho aqui em baixo. Temos a responsabilidade de evoluir e fazer as nossas protecções. Dá trabalho? Muito. Pelo menos 2 horas do meu dia é para fazer protecções e ancoramento fora o trabalho de yoga e meditação. É um trabalho a tempo inteiro e é por isso que tem de ser recompensado. Não consigo ajudar ninguém se não tiver protecção divina porque quanto mais avanço mais sou atacada das mais diversas formas imagináveis.

Orações e ancoramento – Antes De ir para qualquer trabalho levamos o que é necessário para trabalhar (tablet, canetas, agendas, etc…). Antes de começar o meu dia começo as minhas orações aos meus guias e entidades de seres de luz que trabalham comigo. Faço orações de coração e sentidas, por isso não há nenhuma em especifico que se deva usar, a não ser se for para um problema especifico que não é o caso. 2x por dia pelo menos

Gratidão – Todos os dias agradeço pela maravilhosa vida que tenho e por todos os casos que vêm ate mim. Gratidão é a primeira coisa que devemos fazer mesmo ainda não estando neste caminho. A toda a hora devemos fazer isto.

Trabalho da mediunidade – Foco e trabalho da terceira visão através de yoga e meditação. Tal como trabalhar a intuição.

Limpeza do corpo – Todos os dias faço limpeza ao intestino, olhos e nariz. Todos eles são canais onde se acumulam energias negativas e que quando bloqueados impedem que tenhamos uma boa conexão com o exterior fazendo com que sejamos vitimas das suas ordens e pensamentos.

Defumação– É necessário para quem trabalha como terapeuta diariamente manter incensos acesos e fazer defumação com arruda, alecrim e alfazema. Eles elevam a vibração. Existem também os sprays com ervas que aumentam a vibração do espaço mas estão longe de uma defumação.

Banhos de descarrego – tomar banhos de arruda, alecrim e alfazema para limpar estas energias que se acumulam na nossa aura. Quando estivermos mais pesados deverá ser 3 dias seguidos.

Podemos acrescentar cebola e alho para a inveja, canela e louro para prosperidade e guiné para energia bem mais pesadas.

Consciência –  Estar cada vez mais despertos para a mudança de consciência e para o que devemos trabalhar. Continuar a evoluir através de retiros e outras terapias necessárias ao nosso desenvolvimento. Ainda hoje eu continuo a procurar terapeutas específicos para os meus bloqueios na espiritualidade. Engane-se quem acha que tirou um curso e já não precisa de mais nada.

Humildade e compaixão– Esta é a maior senão a mais importante de todas as armas. Ao praticarmos de coração o ser Terapeuta e ter compaixão por quem chega até nós, completamente desamparados e cheios de dores espirituais, estamos a crescer imenso a nível espiritual. Isso eleva a nossa vibração e mantém afastadas essas energias indesejáveis. Aliás isto resulta para qualquer alma neste planeta.

 

Estas são algumas das técnicas que tenho aperfeiçoado e que vejo o quão importantes são para me manter no meu trabalho como Terapeuta Holística.

Seja numa leitura de aura, Tarot, Conexão AVA ou terapia multidimensional é sempre necessário ter estes cuidados.

Estamos a evoluir e estamos a sair de uma quantidade de vidas negativadas e isso exige trabalho e dedicação. Ser Terapeuta é ser consciente a tempo inteiro e totalmente ligado ao divino.

Eu amo meu trabalho e faço com toda a dedicação que os meus guias me permitem, mas sempre com consciência que estou começada e não acabada.

Nithyanandam <3

 

By Célia de Jesus

Do NADA ao AVA

Este artigo foi escrito por uma paciente minha em 2017, e descreve perfeitamente o que se sente com a Conexão AVA. São sessões muito intensas mas de profunda libertação. Espero que possa ajudar muitos a perceber que é possível chegar á felicidade! Muito grata por este artigo lindo Andreia <3
Hoje em 2018 a Andreia trabalha como Terapeuta Holistica, fruto do seu profundo desenvolvimento interno!
“Estava perdida. Imersa em confusão. Não conseguia ver a luz ao fundo do túnel. Aliás, não via sequer o túnel! Uma sombra do que sabia que poderia ser, e do que já tinha sido.
Tinha uma fé tremida em tudo e em quase nada, e a vontade de sorrir, de aproveitar os minutos cá em baixo escoava-se e como que se me fugisse por entre os dedos.
E depois. As desculpas! E as culpas!
Do mundo, das pessoas, do trânsito, do tempo, da falta de tempo… De tudo!
Sem perceber, que a faca e o queijo estavam na minha mão, e que como em muitas outras situações só dependia de mim!
Precisava de luz! Precisava da minha luz!
E eis que ela chegou! E eu nem sequer a vi. E hoje tenho a certeza de que se eles se apresentassem à minha frente e me dissessem que eu iria viver tudo isto e chegar até aqui, ia me rir.
E é então que passo pelo que eu considero os estados principais deste caminho.
Resistência.
Negação.
Desculpas.
Mentira.
Desespero.
Resistência.
Rendição.
Luz!
Demorou, doeu, custou. Mas nada poderia ser feito por mim, sem que eu tivesse plena e perfeita consciência, de que queria sair daquele estado.
A luta contra padrões criados, enraizados, agarrados, é longa e cansativa.
Mas após toda a resistência, e negação, e desculpas, e mentiras, e desespero, veio finalmente a rendição, e a luz que eu tanto precisava!
A minha alma gritou a plenos pulmões, de lágrimas a escorrer, do mais profundo de mim, que já chegava!
Foi então que a minha irmã cá em baixo me falou da Terapia de Conexão AVA e pouco depois, a Tree Natura Terapias e a Célia entraram na minha vida!
A disponibilidade, a amabilidade, a clareza na explicação, a luz que emana dela e a certeza e a garantia que o meu tempo tinha chegado, fez-me reacender a centelha da esperança.
E dei o meu primeiro salto sem rede!
A primeira sessão chegou. E pela primeira vez, atrevo-me a dizer que em 30 anos de existência, vi, senti, e acreditei que o amor incondicional existe!
E despi-me! De conceitos. De preconceitos. E senti! Fundo!
E chorei, chorei muito. Chorei uma dor de agora, uma dor de muitas vidas. Mas a grande diferença, entre as lágrimas de antes e daquele momento, foi que não me sentia, que não estava mais sozinha!
A compreensão, a compaixão, e o amparo estavam naquele quarto, e nesta casa.
E até hoje permanecem!
E vi a minha casa cheia estando vazia. E não me senti mais sozinha. Não senti mais medo! Confiei. Deixei ser!
A limpeza, foi e está a ser dura! Dos sintomas físicos aos sintomas emocionais, a montanha russa não acaba!
A sensibilidade aflorou, e a minha capacidade de me ler, de me compreender, de me enfrentar e confrontar vieram.
Senti-me a nascer! E com isso a minha vida, a forma de ver o mundo e as almas que nele habitam mudou também.
Estou grata! Eternamente grata! A todos os professores que o universo me forneceu!
Por ter encontrado uma terapeuta com uma alma gigante, com uma  compaixão sem tamanho, conhecimento sem fim, e sempre, sempre disponível para ajudar, aconselhar, orientar e guiar!
E por ter uma irmã com uma alma enorme! Que está sempre aqui. Que me abana e puxa a minha frequência quando me vê a ir pra baixo. Que está comigo! Em mim!
A minha vida começou!
Duas sessões de Terapia de Conexão AVA depois, e sinto as mudanças a acontecerem à velocidade da luz, e não quero parar!
O caminho  vai ser longo! Vai ser duro! Vai ser trabalhoso!
Muitas lágrimas vão rolar ainda. Vou ser posta à prova, e vou passar por provações. O desconhecido, o não saber, ainda me assustam!
Mas sempre que isso acontece, eles dizem-me “confia”! E eu confio! E vou continuar a confiar.
O que amanhã me espera preocupa-me. Mas já não me desespera.
Porque agora estou certa e com a certeza de eles estão lá! E que por vezes perder, significa ganhar. Que chorar não é sempre sinal de tristeza nem sinal de fraqueza.
E o mais importante! Todos nós somos importantes! Todos nós somos almas em estado de evolução. E que o mal que fizemos durante quarenta ou cinquenta vidas pouco importa para eles! O que importa é a tua capacidade de rendição. O que tu és hoje, e o que desejas ser amanhã!
E que antes de julgarmos seja quem for, de condenarmos o mais vil dos crimes e injustiças, nos possamos lembrar que por detrás de cada olhar existe uma história! E existe uma alma!
Que cedo ou tarde irá pedir rendição, irá entender o mal que fez, e que é agora que todas essas almas precisam da nossa compaixão! Não da nossa pena ou do nosso julgamento!
Todos nos perdemos! Todos nos arrependemos!
Mas no final, cedo ou tarde, com muito ou pouco tempo, todos desejamos o mesmo.
Voltar a casa! Voltar para casa!
Andreia Chaves
Terapeuta Holistica
+31 6 21956366
www.facebook.com/TherapiesEquilibrium/
eaquilibriumtherapies@outlook.com

FeedBack de Almas Corajosas!

Aqui ficam algumas das opiniões de almas que passaram pelas mãos de Tree Natura Terapias – Célia de Jesus. Quando partilhado as nossas alegrias e desenvolvimentos, todas as outras almas ficam a saber que é possível mudar e que para isso basta passar pelas provas. Através de Leitura de Aura, Terapia Multidimensional, Conexão AVA, Tarot , Leitura de Registos Akáshicos e Ambulatório é possivel mudar um bocadinho da nossa evolução.

Ao deixar aqui o seu comentário irá estar a ajudar outras almas a também optarem por iniciarem o seu auto conhecimento. Agradeço desde já a todos aqueles que deixaram o seu comentário e que continuaram a sua evolução.

Muito Grata

Nithyanandam

Para ser Feliz – Existem Regras!

Viver não custa… custa é saber viver.

Já diz o velho ditado. A verdade é que tal como existem regras no nosso mundo para quase tudo ( financeiro, social, familiar, …), também existem regras para estarmos cá e permanecermos felizes.

Não fazia sentido andarmos no planeta Terra sem haver algo que nos conduzisse. O Universo não seria tão carrasco a ponto de nos largar aqui sem rumo.

As pessoas andam sem rumo sim, mas porque a vida ainda não lhe mostrou as regras ou porque simplesmente é mais fácil ser “coitadinho” e não se responsabilizar pelos seus atos.

Para além das regras (que se cumprimos conseguimos saber viver), também existem diversas terapias alternativas ou holisticas, retiros e cursos ( Curso de Reiki, Curso de Terapia MultiddimensionalRetiro de IbogaConexão AVATerapia Multidimensional, Leitura de Aura, Leitura de registos Akáshicos, Cura Quântica Estelar, Cura Reconectiva, Curso de Terapia Multidimensional ) que nos quebram diversos bloqueios que nos fazem não conseguir cumprir essas Leis.  Nem sempre é fácil cumprir porque a sociedade em que vivemos exige demais e acabamos por não ser nós próprios , e sim, umas marionetas uns dos outros. Sendo assim, não é fácil assumir-nos tal e qual como somos e também aceitar os outros tal como são. Julgamos demais, muitas vezes sem saber a história toda. Quando aprendermos que somos todos UM e que fazendo mal ao próximo, fazemos também a nós….. Teremos evoluído e o Planeta será um lugar repleto de Harmonia e Amor.

Temos então algumas das Leis que são para cumprir:

  •  A Lei da Reencarnação e Karma
    Até que tenhamos resolvido o nosso Karma (“dividas” de outras vidas) e cumprido o nosso Dharma (“créditos” de outras vida) , vamos continuar a reencarnar repetidamente sobre a Terra. Nem Deus nem os senhores do Karma concedem este sofrimento para viver, mas  escolhemos e então só nós decidimos o que  mais precisamos aprender nas nossas jornadas terrenas, e para cada experiência de vida nós procuramos  outras almas, muitas vezes com histórias compartilhadas e sempre com configurações Kármicas correspondentes às nossas necessidades. Criamos Karma, através de pensamentos negativos, emoções negativas, palavras e ações negativas e sendo uma divida, temos de a pagar tal como acontece no nosso sistema terreno.
  •  A Lei Universal da Harmonia
    Esta lei é fantástica porque  substitui a lei fundamental do Karma, ou seja, consegue mesmo eliminá-lo e não sofrermos mais. A harmonia é o supremo potencial do equilíbrio, o objetivo do Karma é alcançar a harmonia por isso podemos pular logo a parte do Karma se conseguirmos harmonia em nós. Se atirarmos uma pedra num lago perturbamos a harmonia deste lago, nós somos a causa, o efeito é o splash com as ondulações que fluem para fora e para trás até que a harmonia seja restaurada. Da mesma forma as nossas ações desarmónicas fluem para o Universo para trás e para cima de nós, vida após vida, até que finalmente a própria harmonia seja restaurada.
  • A Lei Universal da Sabedoria
    Outra lei que elimina o Karma. Se tivermos a sabedoria para aprender as nossas lições através do amor e da sabedoria, podemos atenuar o nosso sofrimento. Infelizmente, parece que aprendemos mais rápido através da dor,  quando avidamente tiramos dos outros em vez de aprender através da sabedoria e do amor que isso é errado.  Precisamos experimentar o que os outros avidamente tiram de nós, mais tarde nesta vida ou em uma vida futura.
    Exemplo: Numa vida passada estamos casados com uma alma que é a nossa alma companheira de hoje, a quem nós cruelmente abandonamos na vida anterior. Antes de nascermos nesta vida, concordamos em ser deixados por essa alma companheira quase da mesma maneira daquela vida passada, permitindo equilibrar o Karma ao experimentar directamente a dor do abandono. Através da sabedoria da consciência é mais fácil separar conscientemente  e seguir um novo rumo sem mágoa, conseguimos aliviar a dor da separação e ao mesmo tempo passar no nosso próprio teste, absolvendo assim o Karma e evoluindo a partir do nosso interior.
  • A Lei Universal da Graça
    O Karma pode ser experimentado com sofrimento ou em misericórdia e graça, em outras palavras, se damos amor, misericórdia e graça para os outros, receberemos o mesmo em troca. Se damos sofrimento, recebemos igual.
  • A Lei universal de evolução da alma
    Todos na Terra temos o objectivo da evolução da alma realizando-se ou não, estamos encarnados porque desejamos evoluir espiritualmente, elevamos acima de tudo nossas emoções baseadas no medo e ao fazê-lo aprendemos a expressar o amor incondicional que aumenta a nossa taxa de vibração aproximando-nos de um estado de harmonia, mesmo quando parece que não estamos a evoluir estamos na realidade a fazer progressos, nós aprendemos com a dor dos nossos atos desarmónicos que podem ser vistos como os nossos erros ou falhas, esta é a lei de evolução da alma. Cada experiência (a que continuamos erradamente a chamar de erro) que temos evoluímos.
  •  A Lei Universal do Bodhisattva
    Bodhisattva é um termo sânscrito que significa aquele que já não tem necessidade de encarnações terrenas, mas que optou em voltar para a Terra para apoiar os outros a alcançar a iluminação. Um Bodhisattva sabe que nunca vai ser realmente livre até que todas as almas sejam livres. Temos casos como Buda, Jesus Cristo, Ghandi, Madre Teresa de Calcutá, Paramahamsa Nithyananda, Paramahansa Vishwananda entre tantos outros que não tinham necessidade de encarnar novamente mas fizeram-no para nos mostrar através das suas acções ,como é fácil viver se encontrarmos o equilíbrio no nosso interior
  •  A Lei Universal da Realização Vibracional
    Tudo no Universo é energia, quando Einstein descobriu que “a matéria era energia”, ele abriu a porta para a fusão da ciência e da metafísica. Os cientistas provaram que a energia não pode morrer, ela só se pode transformar (reencarnar),  a energia deve ir para frente ou para trás, ela não pode ficar parada, caso contrário voltamos a encarnar. Nós somos energia, a nossa pele que parece sólida é na verdade composta de trilhões de moléculas que se movem rapidamente em órbita uma ao lado da outra a uma taxa de vibração específica, taxa esta que ganhamos no passado como resultado de como harmoniosamente ou desarmonicamente vivemos as nossas vidas passadas e a nossa vida actual. Sendo assim temos sempre de tomar decisões e mudar constantemente para que a energia não fique bloqueada, bloqueando assim os nossos Chakras.
  •  A Lei Universal do Livre Arbítrio
    A lei do livre arbítrio opera de três maneiras. 1. Embora muitos dos principais acontecimentos das nossas vidas estão predestinados de acordo com o que decidimos aquando reencarnamos, nós sempre temos o livre arbítrio para diminuir o impacto do evento, ou transcendê-lo inteiramente, isso resultará da forma como vivemos a vida. Se oferecemos graça e misericórdia para os outros sendo positivo, amoroso, compassivo, e demonstrando por nossas ações que aprendemos as lições do passado, podemos diminuir as experiências desarmónicas 2. Quando obtivermos o domínio da consciência da vida e sabermos desapegar-nos de tudo o que nos aprisiona, seremos muito menos afetados pelos acontecimentos mundanos do que no passado 3. Sempre temos o livre-arbítrio pela forma como reagimos a qualquer situação, se reagimos com emoções positivas, compaixão e integridade, nós já aprendemos estas lições Kármicas e não teremos que passar por uma situação semelhante no futuro. Temos basicamente tudo destinado e escrito num “contrato” mas temos o livre-arbítrio de decidir o quão rápido querermos cumprir ou não. Pode decidir não fazer nada pela sua vida e se acomodar, então esse contrato vai ficando atrasado e passa como Karma para outra vida
  • A lei do UM
    Parece difícil de acreditar mas cada alma encarnada e desencarnada está ligada a uma energia maior, energia essa frequentemente chamada de Deus ou Universo, e porque somos parte de Deus, nós somos Deus, irónico não? Porque nós SOMOS UM, tudo o que pensamos, dizemos e fazemos, afeta todas as outras almas. Isto está mais que comprovado pela Fisica Quântica. É responsabilidade nossa mudar as nossas atitudes para que possamos mudar o mundo.
  •  A Lei Universal da Manifestação
    Todos as nossas ações começam com um pensamento, uma ideia, ideias e experiências criam crenças que por sua vez criam a nossa realidade. Se estamos descontentes com a nossa realidade atual  devemos mudar crenças e pensamentos. Crenças podem ser alteradas quando vemos que não resultam para nós, nem todos conseguimos seguir os mesmos padrões de vida que outros. Podemos começar por programar o que vai criar o sucesso e a harmonia na nossa vida, o poder criativo ilimitado de nossa mente através da dedicação, conscientização e treino diário pode ser a sabedoria para superar o seu Karma. É nos permitido experienciar qualquer realidade que desejemos. O truque é  se estamos mal, temos de mudar a forma como fazemos, em vez de estarmos sempre na mesma energia e não querermos mudar. Mais tarde ou mais cedo somos obrigados a mudar.

Demorei 33 anos para perceber que a vida não passa de um jogo que quisemos jogar, em que existem regras e que se as cumprirmos  a vida flui sem nenhum esforço. Parecem difíceis de cumprir se formos olhar para toda a nossa vida que se baseia nas leis da sociedade que no fundo não tem fundamento nenhum se formos olhar de perto, mas se seguir as leis do Universo, será impossível não ser feliz.

As regras que conhecemos actualmente nesta sociedade são impostas pelo Homem e não por Deus/Universo, então não adianta se revoltar contra o Universo quando não foi ele que colocou a maioria das almas nas condições em que se encontram.

Sejam felizes e acima de tudo autênticos na vossa essência. Assim evoluímos todos juntos.

By Célia de Jesus