Desapego ou Equilibrio Emocional? Qual prefere

A maioria dos humanos possuem esta vontade incontrolável de apego – seja por pessoas, coisas materiais, ideias e tantas outras coisas que nos aprisionam. O apego não é mais do que isso, uma prisão de nós mesmos que permitimos vezes sem conta. Era mais fácil se nós Humanos conseguíssemos estar sempre preparados para eventuais mudanças de carro, de casa, de emprego, rompimento de relacionamentos ou mesmo preparados para a morte de entes queridos. Sabemos que todas as mudanças quando inesperadas provocam imenso sofrimento até ficar estável, que por vezes nunca chega a acontecer e nos leva a um poço sem fundo.
Então como trabalhar o desapego? Está comprovado cientificamente por vários médicos e físicos que a maneira de como usamos a mente e o poder do pensamento tem um papel importantíssimo na nossa realidade. O maravilhoso Buda ensinou isso á 2600 anos. A compreensão de como funciona a mente e a transformação de sentimentos negativos em positivos ajuda imenso a realizar o desapego. Existem inúmeros livros que podem ajudar, vários intitulados como livros da nova era – Augusto Cury, Eckart Tolle, Osho, Deepack Chopra entre tantos outros, basta ir a uma livraria na parte de espiritualidade.
Pensamentos negativos e apegos excessivos afectam a nossa saúde a todos os níveis – físico, mental e espiritual. Basta ver o que acontece quando tentamos nos afastar de alguma situação que nos incomoda, os ataques de pânico começam, ansiedades, deixamos de conseguir raciocinar e acabamos por entrar em depressão por vezes só voltando a normalidade quando voltamos á situação inicial – Isso é uma prisão e nós somos espíritos livres.
Sendo assim o segredo está em transformar esses sentimentos (raiva, orgulho, apego, indiferença, etc) em sabedoria e treinar a nossa mente. Não é de todo fácil, são muitos anos na mesma consciência e não se altera de uma hora para outra, mas é possível. Outras formas de ajudar a reverter estes apegos são terapias alternativas que conseguem trabalhar a energia da pessoa bem como mudança de pensamentos padrão, tal como Terapia Multidimensional, Leitura de Aura, Reiki, Conexão AVA, Cura Quântica Estelar e muitas outras. Para quem é mais de prática, tem a meditação e o Yoga. Para trabalhos interiores mais profundos, existe o retiro de Iboga ou AyaHuasca.
Visto que pessoas com demasiado apego emocional tendem a ter demasiadas dificuldades a novas adaptações e mudanças, isto é uma processo longo podendo começar com meditação e auto-conhecimento através da espiritualidade.
Nós precisamos ter controlo na nossa mente para praticar o desapego. Existem alguns exercícios mentais descritos em livros que podem ajudar :
-Aceitar os pensamentos e sentimentos tal qual como eles são, sem julgamentos e sabendo que os consegue controlar
-Não deixar de sentir que alguns sentimentos se manifestem no seu corpo, nem evitar que certos pensamentos surjam
-Sempre que aparece um pensamento que nos deixa mais angustiado, devemos deixa-lo passar e não julga-lo e acrescentar-lhe culpas. É apenas uma pensamento, só toma uma dimensão maior se lha dermos
-Lembre-se que são apenas pensamentos. Tal como pessoas que nos cruzamos diariamente na rua podemos conhece-las ou não, assim são os pensamentos surgem e desaparecem. Nós não somos esse pensamentos.

Estes exercícios não iram eliminar totalmente esse sentimento de apego mas é um inicio de abertura de consciência. Irá aperceber-se que consegue filtrar os sentimentos e pensamentos que lhe provocam dor até estar pronta a fazer o tal desapego de situação ou pessoa. Aprenderá também com estes exercícios a deixar de usar grande parte da sua energia contra si mesmo, deixando assim fluir a vida conseguindo assim ligar-se mais a pessoas que lhe fazem sentido, ver o mundo de outra maneira aprendendo a envolver-se nele e aprender a ser você mesmo depois dessa dolorosa experiência que é o desapego.
Agora a decisão é sua. Se quer realmente fazer essa mudança e ser livre.
As pessoas desapegadas são tranquilas, estão sempre em harmonia com elas e com o mundo e sabem que se perderem algo não vai mudar a essência delas.
Mestre Osho disse que a nossa grande missão é encher o planeta de amor. Visto essa ser a grande missão do ser Humano – a de aprender a amar e o que é o amor- o apego destrói totalmente qualquer amor. Basta olhar para diversos relacionamentos em que há uma sensação de posse não deixando a nenhum dos dois espaço para serem eles próprios tendo que fazer quase tudo ás escondidas. Ao considerarmos qualquer relacionamento como dado adquirido estamos a não deixar espaço para fluir ideias e opiniões, deixando arrastar sentimentos de ciume e ódio.
Estar numa relação é saber compartilhar momentos e estarmos abertos á outra pessoa sem pensar que se a controla é sua. Qualquer relacionamento pode dar certo sem apegos, basta sentir o que realmente a faz estar com essa pessoa e se faz sentido para si.
É um processo longo mas é possível. Sinta o quanto é livre.

By Célia de Jesusíndice

2 comments

  1. Anabela Lima says:

    Nesta altura da minha vida este texto, que está maravilhoso, deu-me mais força para seguir o meu caminho do desapego e viver uma relação de harmonia! Grata

Deixe uma resposta